sábado, 20 de fevereiro de 2010

Lagrimas de Fogo

Um dia em que o sol
estava com saudades da terra
como um furacão de fogo,
o meu anjinho de pedra quebrou.

Tentei colar com minhas lágrimas,
mas não deu certo.
Todos dizem que chorar
não iria resolver o problema.

Deve ser porque minhas lágrimas
são de fogo,
piorou a situação.
Não achei seus pedaços no chão.

Partiu a ponta das asas,
a cabeça, o pé
e meu coração.
Ele não voa mais

E nem pode mais andar em troca.

(Giuly Biancato-11 anos)